Desporto no inverno? Sim!

Quando pratica desporto no inverno ao ar livre, é essencial escolher vestuário que o proteja do frio, mas que deixe a pele respirar e não impeça os movimentos.

Se a chegada do frio não o desencoraja a praticar exercício físico ao ar livre, há cuidados que deve ter para se proteger. Um deles envolve, como não poderia deixar de ser, o equipamento escolhido. Vestir-se tipo “cebola”, isto é, por camadas, sem que sinta que não se pode mexer pode parecer difícil, mas é possível. Basta ter em conta alguns conselhos que o vão ajudar a suportar as temperaturas mais frescas, mas sem impedir que a pele respire durante a atividade física.

Vista-se “por camadas” se vai praticar desporto no inverno

De acordo com a American College of Sports Medicine, vestirmo-nos por camadas permite ao corpo reter a quantidade certa de calor e, em simultâneo, obter a quantidade adequada de ventilação de que necessita.

A primeira camada de roupa

Opte por materiais sintéticos (poliéster, entre outros), pois são leves e muito absorventes, transportando a humidade para longe da pele e mantendo-a seca. Seja um top ou uma camisola, deve ter elasticidade suficiente para permitir a liberdade de movimentos e não exercer fricção sobre a pele. Não ter costuras também pode ser útil.
A lã de merino é também uma boa opção para a primeira camada de vestuário, pois absorve a humidade enquanto mantém a pele seca e retém o calor.

A camada intermédia

Permite isolar o calor e dá seguimento ao “trabalho” iniciado pela primeira camada de vestuário: transportar a humidade para o exterior, para que se evapore. Os materiais sintéticos continuam a ser uma boa opção, assim como os polares – se não estiver muito frio ou chuva, o uso de um polar dispensa uma terceira camada de roupa.

A camada exterior

Protege-nos do vento e da chuva e deve permitir a circulação do ar e a evaporação
da humidade. Se estiver muito frio é fundamental proteger a cabeça, as mãos e os pés (opte por meias adequadas para praticar desporto).

Comentar